Cerca Elétrica: 11 Dicas que você precisa saber

Substituindo o velho caco de vidro, a cerca elétrica é o meio mais comum de segurança residencial hoje no Brasil. Seu baixo custo de aquisição e sua durabilidade são alguns dos vários atrativos desse equipamento de segurança.

 

939_01-656995-4fc573a0bbfd9Com o passar do tempo e o avanço da tecnologia, os métodos de monitoramento e proteção começaram a expandir seu público, antigamente exclusivo de grandes empresas e mansões, passando hoje a atuar também em pequenos comércios, residências comuns, monitoramento de vias públicas e etc. Entre os equipamentos mais comuns utilizados hoje no mercado de segurança, está a cerca elétrica.

A cerca elétrica é a evolução do caco de vidro, muito utilizado no passado como forma de inibir a entrada de pessoas não autorizadas, mas com o aumento da violência apenas cacos de vidros passaram a não resolver.

Inicialmente, a cerca elétrica tem como objetivo criar um efeito psicológico sobre o possível invasor que se prosseguir com o plano de entrar no imóvel, levará uma descarga elétrica nada agradável.  A descarga elétrica produzida pela central de alarme e transmitida por toda a cerca não é letal, visto que são pulsos de alta tensão, mas de baixíssima corrente. São pulsos liberados a cada 1 ou 2 segundos, evitando que a pessoa fique “grudada” ao receber o choque, não causando danos à saúde além do baixo consumo de energia. Caso o meliante resolva cortar os fios de aço ou romper de outra forma o fluxo da eletricidade, a central eletrificadora ao perceber este tipo de ação dispara imediatamente a sirene.

Cuidado: Atualmente não existem regras específicas na legislação federal falando sobre a o uso das cercas elétricas, mas alguns municípios adotaram leis locais com algumas regras básicas de instalação e manutenção da mesma.

Dica 1: A escolha da central adequada ao Dica cerca elétricatamanho do terreno (distância) também é importante. Alguns modelos cobrem uma distância máxima entre 300 a 1200 metros lineares.

Dica 2: A cerca deve ser instalada a uma altura mínima de 2 metros e 10 centímetros do primeiro fio ao piso.

Dica 3: Devem ser fixadas placas de aviso (“Perigo”) em locais visíveis, com símbolos que possibilitem o entendimento visual, contendo informações que alertem sobre o perigo.

Dica 4: A cada 5 metros (no máximo) deve existir uma placa de identificação na cerca.

Dica 5: Existe hoje um acessório chamado discadora que é responsável caso haja o disparo da sirene por ligar para até 6 números pré-definidos pelo usuário e emite um sinal.

Dica 6: Nunca tocar nos fios da cerca com objetos que possam conduzir eletricidade, como metais, madeira molhada etc.

Dica 7: A central deverá prover choque pulsante em corrente contínua, adequado a uma voltagem que não seja letal.

Dica 8: Verificar rotineiramente a possibilidade de alguma planta tocar na cerca podendo ocasionar o disparo da central.

Dica 9: Outro acessória mola_repuxo_autom_tico_cerca_eletricabastante útil é o repuxo. Serve para acabar com afrouxamento dos fios de aço da cerca elétrica, evitando o disparo em falso e contato entre os fios. Este afrouxamento ocorre devido as diferentes temperaturas que a cerca elétrica é exposta, fazendo com que os fios de aço sofram variações de dilatação e contração, e com o repuxo, isso se torna muito difícil de ocorrer.

Dica 10: Sempre desligar a central antes de regar plantas próximas à cerca elétrica, fazer podas em árvores e plantas ou quando for realizar manutenção no equipamento ou no muro.

Dica 11: Garanta que os produtos utilizados como o fio de aço, central eletrificadora e hastes sejam de qualidade e de grande durabilidade.

Apesar de não exista legislação que trate sobre este assunto, o fato do proprietário instalar a cerca elétrica em legítima defesa, do ponto de vista penal, não o exime de responder uma ação judicial por eventuais incômodos causados pelo choque, por exemplo, em pessoas, sejam estas moradoras do condomínio ou vizinhos. A cerca elétrica é uma ótima forma de proteção patrimonial e de investir na segurança de quem você ama.

Fonte: dicaseg.com

www.segurancamais.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>